O que são extensões de navegador?

Os navegadores modernos, como o Google Chrome e o Microsoft Edge, facilitam o acesso a sites, a pesquisa na web e até mesmo o uso de outros apps. Mas, às vezes, o navegador pode não ter exatamente o que você quer na configuração original. Nesses casos, uma extensão pode ajudar você a personalizar sua experiência de navegação.

Basicamente, uma extensão (também conhecida como plug-in ou complemento) é um pequeno software que adiciona um recurso personalizado ao seu navegador (por exemplo: modo escuro, corretores ortográficos, bloqueadores de anúncios etc.). No entanto, essas extensões também podem expor você a mais riscos de segurança.

Neste breve artigo: explicaremos o que são as extensões de navegador: o que fazem, como funcionam, como adicioná-las/removê-las e alguns aspectos a serem considerados ao instalá-las. Em seguida, discutiremos uma alternativa mais segura às extensões.

O básico: o que é uma extensão de navegador?

Essencialmente, os navegadores da web processam informações. Uploads do seu computador, downloads da web, cookies… tudo isso acontece no seu navegador. Até mesmo acessar uma simples página da web requer uma troca de informações.

As extensões de navegador modificam esse fluxo básico de informações de alguma forma. Uma extensão é um pequeno módulo de software que você pode instalar para personalizar a aparência ou o funcionamento do seu navegador. Alguns desses pacotes de software vêm dos fabricantes do próprio navegador. Mas, frequentemente, eles são desenvolvidos por terceiros. Existem milhares de extensões disponíveis, muitas vezes (embora nem sempre) por meio de recursos aprovados, como a Chrome Web Store.

O que as extensões fazem?

As extensões podem fazer quase tudo. Por exemplo, elas podem oferecer criptografia de e-mail, bloqueio de anúncios, armazenamento de senhas com um clique, verificação da ortografia, modo escuro, complementos de calendário e muito mais. Elas são como agentes especializados que trabalham com o fluxo de informações que passa pelo seu navegador. Elas podem organizar suas anotações, proteger você de hackers ou apenas transformar a forma como essas informações são exibidas na janela do navegador.

Mas isso também significa que algumas extensões têm acesso a tudo que fazemos on-line, desde compras até consultas às nossas contas bancárias. Um navegador insuficientemente protegido ou uma extensão mal-intencionada podem expor você e seus dados, aumentando o risco de roubo de identidade ou fraude.

Diferentes navegadores, diferentes extensões

O Firefox e o Safari usam códigos-fonte fundamentalmente diferentes do Chrome e do Brave (que utilizam a base de código aberto do Chromium). Isso significa que uma extensão para Firefox exigirá uma versão à parte para funcionar no Brave ou no Chrome. A situação fica mais complicada quando alguns navegadores não são compatíveis com extensões.

No entanto, cada vez mais navegadores estão utilizando o mecanismo Chromium. E navegadores que compartilham o código-fonte também podem compartilhar extensões.

Segurança e privacidade das extensões de navegador

Entre os problemas que surgem frequentemente com as extensões de navegador estão a segurança cibernética e a privacidade on-line, dois assuntos críticos. E há várias questões das quais você deve estar ciente antes de usar uma extensão.

Qualquer complemento para seu navegador representa um risco adicional. Uma extensão é simplesmente outro módulo de software e, se ele tiver uma vulnerabilidade (ou for totalmente mal-intencionado), você poderá se expor a problemas de segurança. Como realizamos transações bancárias, tratamos de negócios, fazemos compras e mantemos uma vida social on-line, nossos navegadores têm acesso a praticamente todas as nossas informações pessoais. Uma extensão mal-intencionada ou com vulnerabilidades abre a porta para o roubo desses dados.

O primeiro passo para gerenciar a segurança e a privacidade das extensões é garantir que você esteja usando o navegador mais seguro e privado (falaremos mais sobre isso depois). Além disso, você deve ter uma boa “higiene” com suas extensões: saber de onde elas vêm e limitar o número de instalações.

Como usar extensões com segurança

Há quatro aspectos principais a serem considerados para o uso seguro de extensões:

  • Verificar quem criou a extensão (assim como o total de downloads e avaliações)
  • Prestar atenção ao que você instalou
  • Tomar cuidado para não instalar extensões em excesso
  • Revisar e remover periodicamente extensões não utilizadas

Abordaremos cada um desses itens abaixo.

Verifique a fonte da extensão

Antes de instalar uma extensão, você deve fazer algumas perguntas:

  • Ela foi desenvolvida por uma fonte de boa reputação?
  • Muitas outras pessoas baixaram a extensão?
  • Muitas outras pessoas avaliaram a extensão? As avaliações são, em sua maioria, positivas?
  • A extensão tem uma política de privacidade? Essa política faz sentido?
  • Existem avaliações de terceiros (por exemplo, em blogs de tecnologia) que recomendam a extensão?
  • Você está baixando a extensão de um lugar “oficial” como a Chrome Web Store?

Ao baixar uma extensão, você provavelmente permitirá que ela acesse todos os dados pessoais que passam pelo seu navegador. Portanto, é importante saber que ela vem de uma fonte de boa reputação e que tem algum tipo de comprovação social ou verificação de terceiros. Todas as perguntas acima ajudarão você a determinar a segurança da extensão.

Não sobrecarregue seu navegador

Cada extensão que você instala adiciona um risco de segurança e uma carga de desempenho ao seu navegador. Se você tiver 15 extensões instaladas (e em execução), provavelmente notará uma lentidão na navegação e até mesmo no processamento do dispositivo. Tudo ficará mais lento, e talvez a ventoinha do seu computador comece a ligar com mais frequência.

Saiba quais extensões você tem

É recomendável monitorar as extensões que você instalou e que ainda estão sendo executadas ativamente no seu navegador ou dispositivo. Isso garantirá que você sempre tenha pelo menos uma ideia geral do que está instalado, caso fique sabendo de uma extensão arriscada ou de um possível vazamento de dados. Isso acontece regularmente, e é bom saber se você foi uma das pessoas afetadas.

Exclua extensões não utilizadas

Por fim, você deve excluir qualquer extensão que não esteja usando regularmente. Aquilo que não estiver em uso diário ou semanal provavelmente não merece ser mantido no seu navegador.

Ao examinar sua lista de extensões instaladas, você pode encontrar uma maior quantidade do que imaginava. Se não tiver certeza de como uma extensão foi instalada ou de onde ela veio, apague-a!

Dicas e truques para extensões de navegador

Agora que abordamos o básico, veja a seguir mais alguns aspectos a serem considerados.

Extensões de navegadores para dispositivos móveis

Os navegadores para dispositivos móveis Android oferecem três abordagens para extensões:

  • Alguns vêm sem extensões
  • Alguns são compatíveis apenas com extensões nativas do fabricante do navegador
  • Alguns permitem extensões de terceiros

O navegador da web Chrome é compatível com milhares de extensões, mas a versão para dispositivos móveis dele não é compatível com nenhuma. Outros, como o Opera, oferecem apenas extensões nativas, que são criadas pelo editor e gerenciadas pelo usuário.

Também vale ressaltar que alguns navegadores para dispositivos móveis agem essencialmente como extensões reforçadas, sendo especializadas em executar um recurso específico. O Flynx (leitura e carregamento de página) é um bom exemplo disso.

Chrome Web Store: não é apenas para o Chrome

A Chrome Web Store é um recurso útil para pesquisar novas extensões do Chrome. Mas saiba que você pode usar essas extensões em qualquer navegador que utilize o Chromium, a linguagem de código aberto que serve de base para o navegador Chrome.

Por exemplo, o Brave é compatível com qualquer extensão do Chrome, pois os dois navegadores compartilham o código do Chromium. Você até pode encontrar extensões em outros lugares, inclusive diretamente no site do editor; no entanto, se você está executando um navegador baseado no Chromium, a Chrome Web Store deve ser o primeiro lugar para procurá-las.

Extensões de navegador no Brave

O Brave facilita a localização e a adição de novas extensões. Como o Brave, da mesma forma que o Google Chrome, é baseado no Chromium, a fonte principal de novas extensões para ambos os navegadores é a Chrome Web Store.

Mas o Brave adiciona uma camada extra de segurança ao auditar as extensões disponíveis. Se tentar adicionar uma extensão que o Brave não verificou, você verá uma mensagem como:

“O Brave ainda não analisou a segurança e proteção desta extensão. Apenas instale a extensão caso confie no seu desenvolvedor”.

A decisão final de instalar qualquer extensão no navegador é sua, obviamente. Mas o Brave oferece as informações de que você precisa para se proteger. Extensões de terceiros podem representar um risco de segurança significativo, já que podem incluir secretamente malware ou até mesmo falsificar a extensão original (como as diversas falsificações do MetaMask disponíveis no mercado) para induzir você a compartilhar informações financeiras. O risco existe até ao baixar extensões de canais confiáveis, como a Chrome Web Store. Ocasionalmente, o Google remove de modo acidental a versão “real” de uma extensão e deixa uma falsa para trás. Também é possível que uma extensão legítima seja aprovada em uma auditoria, chegue à loja virtual e depois seja vendida para um editor diferente que altere o código e adicione malware.

Por conta desses riscos, as auditorias de extensões do Brave são essenciais.

Brave: seguro por padrão, ainda mais seguro para extensões

Para aproveitar ao máximo suas extensões, você precisa de um navegador que tenha o máximo a oferecer. O navegador Brave prioriza uma experiência de navegação simplificada e segura, oferecendo acesso a todas as extensões da Chrome Web Store. Mas, com o Brave, você não precisará de tantas extensões, pois algumas das funções mais comuns (como o bloqueio de anúncios) são integradas diretamente ao navegador.

O Brave é mais seguro e privado por padrão, e ainda mais seguro para extensões (quando você precisa delas).

Comece a usar o Brave!

Related articles

Ready to Brave the new internet?

Brave is built by a team of privacy focused, performance oriented pioneers of the web. Help us fix browsing together.

close
close

Quase lá…

Você está a 60 segundos da melhor privacidade on-line

Se seu download não for iniciado automaticamente. .

  1. Baixar o Brave

    Clique em “Salvar” na janela que aparecer e aguarde a conclusão do download.

    Aguarde a conclusão do download (talvez seja necessário clicar em “Salvar” em uma janela que aparecerá na tela).

  2. Executar o instalador

    Clique no arquivo baixado no canto inferior esquerdo da tela e siga as instruções para instalar o Brave.

    Clique no arquivo baixado no canto superior direito da ela e siga as instruções para instalar o Brave.

    Clique no arquivo baixado e siga as instruções para instalar o Brave.

  3. Importar configurações

    Durante a configuração, importe favoritos, extensões e senhas do seu navegador antigo.

Precisa de ajuda?

Tenha mais privacidade. Em qualquer lugar!

Baixe o Brave para dispositivos móveis para ter privacidade em qualquer lugar.

Download QR code
Brave logo Clique neste arquivo para instalar o Brave
Clique neste arquivo para instalar o Brave Brave logo