Qual é o melhor navegador privado?

Ao navegar na internet, você já viu algum anúncio qualquer e, depois disso, passou a perceber anúncios da mesma coisa seguindo você para outros sites? Claro que já: a economia das grandes empresas de tecnologia é baseada em observar e rastrear seus hábitos de navegação para poder vender espaço publicitário altamente segmentado.

Se isso deixa você desconfortável, você não está sozinho. Atualmente, cada vez mais pessoas estão recorrendo a navegadores privados para bloquear esse aspecto irritante (e invasivo) da web moderna. Mas há tantas opções para escolher… Qual é o melhor navegador privado?

Neste artigo, vamos responder a essa pergunta.

O que torna um navegador privado?

Na maioria das vezes, você acessa sites por meio de um navegador da web (os aplicativos para dispositivos móveis são uma exceção importante). Isso faz com que os navegadores que priorizam a privacidade sejam uma das formas mais eficazes de bloquear a vigilância on-line das grandes empresas de tecnologia. Em geral, há dois aspectos principais a serem levados em conta na hora de escolher um navegador.

O primeiro é até que ponto seu navegador protege você de terceiros. Especificamente, os cookies e rastreadores de terceiros que alimentam os anúncios segmentados. “Terceiros” se referem simplesmente a uma empresa, um trecho de código ou outra coisa que não esteja hospedada diretamente no site que você está visualizando. Embora o conteúdo da página provavelmente seja primário, os anúncios vêm de outro lugar. Essas ferramentas de terceiros permitem que as empresas de ad tech criem um perfil sobre você e “personalizem” seus anúncios para que tenham maior probabilidade de chamar sua atenção.

O segundo aspecto a levar em conta é o que o próprio navegador faz com seus dados. A maioria dos navegadores é criada por empresas que geram enormes lucros com publicidade; Google e Microsoft são dois dos principais exemplos. Não surpreende o fato de que os navegadores Chrome (Google) e Edge (Microsoft) capturam diretamente informações sobre sua navegação e atividade de pesquisa e “enviam” esses dados de volta para os próprios servidores.

Maneiras comuns de navegar com mais privacidade

Em vez de usarem um navegador realmente privado, muitos usuários recorrem a alternativas fáceis, como a utilização do modo de navegação anônima (ou “privada”) do navegador ou a instalação de extensões de privacidade. Infelizmente, ambas opções ficam abaixo das expectativas.

Modo de navegação anônima: navegação nem tão privada assim

Quase todos os navegadores têm uma versão nativa do conhecido modo de navegação anônima (ou “privada”) do Chrome. E a maioria das pessoas presume que sua atividade de navegação fica oculta quando uma guia anônima é usada. Infelizmente, isso não é verdade.

A verdade é que o modo de navegação anônima não oculta suas ações de terceiros on-line. Em vez disso, ele apenas oculta seu histórico de navegação de outros usuários nessa máquina específica. Isso significa que outra pessoa na sua casa não consegue ver onde você navega, mas as grandes empresas de tecnologia certamente conseguem. Com o modo de navegação anônima, a “privacidade” é limitada.

É importante deixar claro que o modo de navegação anônima tem sua função. Conferindo um hotel para uma viagem de surpresa? Pesquisando um tema polêmico ou sensível? A navegação anônima é ótima para esses casos de uso. Mas nem tanto para proporcionar uma verdadeira privacidade on-line. Você ainda é rastreado no modo de navegação anônima, e seu provedor de serviços de internet (ISP) ainda tem uma boa ideia do que você fez on-line.

Extensões de privacidade: úteis, mas limitadas… e arriscadas

Para evitar a troca de navegador, muitas pessoas instalam bloqueadores de anúncios e outras extensões de privacidade em seus navegadores existentes. E é verdade que a maioria dos bons bloqueadores de anúncios também interrompe (ou pelo menos limita) o alcance de cookies e rastreadores de terceiros. Mas vale ressaltar que as extensões podem trazer novos problemas.

Por exemplo, as extensões de bloqueio de anúncios conseguem ver tudo o que é exibido no seu navegador. Se alguém obtiver acesso a essa extensão, ou se a pessoa ou empresa que criou essa extensão tiver segundas intenções, você ainda poderá ser rastreado. Ironicamente, ao instalar uma extensão no seu navegador, você pode adicionar uma possível vulnerabilidade, em vez de remover uma. É fundamental que você adicione apenas extensões verificadas e de boa reputação da loja de aplicativos oficial do seu navegador. Mesmo assim, há riscos: apps podem ser comprados e vendidos, e um app que no início era seguro pode acabar servindo a um propósito mais duvidoso. Vale destacar também que essas extensões podem prejudicar o desempenho do seu navegador ou trazer outras consequências indesejadas.

Qual é o melhor navegador privado?

Em vez de se contentar com o modo de navegação anônima ou com aplicativos de terceiros, considere um navegador que prioriza a privacidade. Embora não exista uma definição rígida do que torna um navegador privado, a maioria deles conta com proteção de dados integrada por padrão.

Veja a seguir um resumo de alguns que merecem destaque.

1. Brave

O navegador Brave foi criado desde o início com a privacidade em mente. No momento em que você abre o navegador Brave, o aplicativo visa aumentar a segurança enviando o menor número possível de solicitações para outros sites. Além disso, o Brave bloqueia rastreadores de terceiros e anúncios indesejados automaticamente. Ele aprimora a segurança dos sites (para HTTPS) sempre que possível e tem uma rede privada virtual (VPN) nativa do navegador. Na verdade, o Brave tem dezenas de recursos para preservar a privacidade incorporados no código-fonte.

Mas o Brave, da mesma forma que os outros navegadores principais, é desenvolvido a partir da base de código aberto do Chromium. Isso significa que ele funciona como o Chrome e outros navegadores populares, com fácil uso de extensões, favoritos, senhas salvas, guias e outras funcionalidades básicas. Ele também oferece velocidade de navegação extremamente rápida e a melhor combinação de privacidade e desempenho.

2. Tor

O Navegador Tor usa uma rede anônima de computadores para se conectar à internet. Sua conexão é encaminhada de um computador para outro, e cada etapa só tem conhecimento da etapa anterior. O lado positivo é o fato de que esse método resulta em uma conexão altamente privada. O lado negativo é o fato de que isso pode causar um carregamento de página consideravelmente mais lento do que outros navegadores.

Embora o Tor seja um navegador altamente privado, ele pode exigir mais paciência e conhecimento técnico do que outras opções. Para resolver isso, os usuários podem obter a privacidade do Tor dentro do Brave, com o recurso integrado de Navegação privada com o Tor.

3. Firefox

Como o Firefox opera em um modelo sem fins lucrativos, há menos incentivo para rastrear seus hábitos de navegação; não se trata de uma empresa de publicidade como o Google. No entanto, o Firefox não é totalmente privado. Ele usa o Google como seu mecanismo de pesquisa padrão e recebe apoio financeiro lucrativo da empresa controladora do Google. Em geral, o modo padrão do Firefox oferece uma privacidade razoável e permite personalizar a segurança do navegador com extensões.

4. Safari

O Safari é o navegador padrão para dispositivos Mac e iOS e oferece recursos de segurança fundamentais, como um bloqueador de pop-ups. No entanto, o navegador não oferece nada além da privacidade padrão. Por exemplo, o Safari não bloqueia rastreadores e cookies de terceiros nem aprimora automaticamente a segurança do site de HTTP para HTTPS. Uma outra desvantagem é o fato de que o Safari só está disponível oficialmente em dispositivos Mac e iOS; o navegador encerrou o suporte multiplataforma há vários anos. (Se você encontrar um aplicativo Safari para Android, Linux ou Windows, tenha cuidado: eles não foram feitos pela Apple.)

5. DuckDuckGo

O mecanismo de pesquisa baseado na privacidade DuckDuckGo também oferece um navegador para dispositivos móveis que prioriza a privacidade. Esse navegador bloqueia rastreadores e atribui a cada site uma pontuação de privacidade, oferecendo uma visão transparente do que cada site faz ou tenta fazer com seus dados. Em geral, o mecanismo de pesquisa DuckDuckGo tem uma boa reputação quanto à privacidade de dados, garantindo que suas informações não sejam coletadas nem vendidas a terceiros; o navegador tem qualidades semelhantes.

6. Vivaldi

O navegador Vivaldi enfatiza a personalização, disponibilizando aos usuários diversas ferramentas que possibilitam uma experiência de navegação mais privada. Por exemplo, o navegador permite que os usuários bloqueiem cookies primários e rastreadores de terceiros. Contanto que você reserve um tempo para configurá-lo corretamente, o Vivaldi é um navegador privado prático.

7. Opera

O navegador Opera oferece vários recursos valiosos, incluindo uma VPN integrada que oculta seu endereço IP de olhares indiscretos. No entanto, o Opera também tem alguns problemas de privacidade conhecidos. Por exemplo, o navegador envia solicitações para vários sites conhecidos por rastrearem sua atividade, especialmente o Yandex (o mecanismo de pesquisa russo).

Populares, mas não privados

Talvez você tenha percebido que dois navegadores populares, o Microsoft Edge e o Google Chrome, não estão na nossa lista. Há uma razão para isso: eles não são muito privados. Estudos independentes mostraram que o Edge e o Chrome enviam detalhes de identificação de hardware e dados de navegação de volta para a Microsoft e o Google, respectivamente. E o Google, como empresa de publicidade, criou o Chrome para rastrear o maior número possível de suas atividades on-line. O Google também rastreia seu histórico de pesquisa e qualquer atividade com sites afiliados, como YouTube e Google Maps.

Em ambos os casos, as principais ameaças à sua privacidade vêm do próprio navegador, e não de terceiros.

Brave: um navegador privado fácil de usar

Embora você possa melhorar a privacidade da maioria dos navegadores, geralmente é necessário adicionar uma série de extensões, alterar as configurações padrão, encontrar novos mecanismos de pesquisa e tomar medidas extras para manter seus dados seguros.

No entanto, navegadores totalmente integrados, como o Brave, fazem esse trabalho para você, facilitando a vida dos usuários em várias frentes. O Brave é um navegador de última geração que coloca a privacidade do usuário acima dos lucros das grandes empresas de tecnologia.

Comece a usar o Brave!

Related articles

Ready to Brave the new internet?

Brave is built by a team of privacy focused, performance oriented pioneers of the web. Help us fix browsing together.

close
close

Quase lá…

Você está a 60 segundos da melhor privacidade on-line

Se seu download não for iniciado automaticamente. .

  1. Baixar o Brave

    Clique em “Salvar” na janela que aparecer e aguarde a conclusão do download.

    Aguarde a conclusão do download (talvez seja necessário clicar em “Salvar” em uma janela que aparecerá na tela).

  2. Executar o instalador

    Clique no arquivo baixado no canto inferior esquerdo da tela e siga as instruções para instalar o Brave.

    Clique no arquivo baixado no canto superior direito da ela e siga as instruções para instalar o Brave.

    Clique no arquivo baixado e siga as instruções para instalar o Brave.

  3. Importar configurações

    Durante a configuração, importe favoritos, extensões e senhas do seu navegador antigo.

Precisa de ajuda?

Tenha mais privacidade. Em qualquer lugar!

Baixe o Brave para dispositivos móveis para ter privacidade em qualquer lugar.

Download QR code
Brave logo Clique neste arquivo para instalar o Brave
Clique neste arquivo para instalar o Brave Brave logo